Google admite monitorar usuários mesmo com serviços de localização desligados

Nos siga noTelegram
O Google alterou sua explicação de como funciona a configuração do "histórico de localização" nos celulares, especificando que este continua monitorando os usuários mesmo após ser desligado, informou a agência AP.

O texto da explicação foi alterado três dias depois de uma investigação da agência ter revelado que vários aplicativos do Google e outros sites guardam dados sobre a localização dos usuários mesmo que eles tenham desativado o serviço em seus dispositivos. No caso do Google, o que mudou são as informações e não as práticas de rastreamento.

Google Maps (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
'Se você usa serviços do Google, está sendo espionado'
Agora, a página de ajuda para a configuração do histórico de localização diz o seguinte: "Esta configuração não afeta outros serviços de localização em seu dispositivo", admitindo também que "alguns dados sobre localização podem ser guardados como parte de sua atividade em outros serviços, como Busca e Mapas", segundo cita a AP.

Anteriormente, a mesma página dizia que "Com o histórico de localização desativado, os lugares que você visita já não são guardados".

"Estamos atualizando a linguagem explicativa sobre o histórico de localização para fazê-lo mais consistente e claro em nossas plataformas e centros de ajuda", afirmou o Google à agência.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала