Congressista dos EUA: Investigação sobre a Rússia 'não é preocupação de americanos comuns'

© AP Photo / Bryan WoolstonO republicano Thomas Massie fala a apoiadores (arquivo)
O republicano Thomas Massie fala a apoiadores (arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O deputado republicano do Kentucky Thomas Massie escreveu um artigo de opinião em que chama Democratas e mídia de "anti-Trump" pela "abordagem histérica e xenofóbica" em relação à Rússia.

O editorial, intitulado "A histeria russa reduz nossos valores, impede relações", argumenta que a histeria sobre a Rússia "é mais um exemplo da desconexão entre as cabeças pensantes do Beltway [cinturão que circunda Washington e cercanias] e o povo americano. Americanos trabalhadores — incluindo eleitores em meu distrito de Kentucky — se importam com empregos, com pagar as contas, com colocar comida na mesa e deixar este país um lugar melhor para seus filhos".

O embaixador da Rússia nos EUA, à época ministro da Defesa da Rússia, Anatoly Antonov, fala em um briefing no Ministério da Defesa em Moscou (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
'EUA precisam de nova abordagem para lidar com Rússia', diz embaixador norte-americano
A "alegada" grande conspiração russa", diz Massie, "simplesmente não é uma preocupação dos americanos comuns".

Massie observa como a única prova oferecida ao público na investigação de colusão com a Rússia é a acusação do procurador especial Robert Mueller a 13 cidadãos russos (acusados de agirem como trolls da Internet e roubar identidades) e 12 oficiais de inteligência russos (supostamente hackers responsáveis pelo ataque Comitê Nacional Democrata em 2016).

"Reacender a Guerra Fria com a Rússia após o vazamento de e-mail? vs Vender caças à Arábia Saudita depois do 11 de setembro? #políticaexterna #erro", escreve deputado no Twitter.

Massie argumenta exemplificando com a postura em relação à nacional russa Maria Butina, acusada de agir como um agente de inteligência não registrada nos EUA. "A retórica russófoba parece ter se transformado em uma caça às bruxas, como o presidente Trump diz", disse Massie.

Cidadã russa Maria Butina, presa nos Estados Unidos em 15 de julho de 2018 sob suspeita de espionagem - Sputnik Brasil
Rússia pede aos EUA que protejam direitos de estudante russa acusada de espionagem
A evidência contra Butina é "superficial em substância", escreve ele. O crime? Desejar "genuinamente que as relações Rússia-EUA melhorassem", completa o congressista.

"Ao contrário de muitos acusados ​​de crimes violentos, Butina (que não foi acusada de prejudicar ninguém) teve pedido de fiança negado e agora está sendo detida em uma solitária de uma prisão federal até o julgamento", escreve.

"O diálogo com outros países é importante. O presidente Trump estava certo em se reunir com a Rússia para promover a paz e o comércio, assim como o presidente Obama estava certo em se reunir com Cuba", escreve o deputado no Twitter.

Massie encerra o artigo alertando que um "novo isolacionismo xenófobo" está varrendo partes dos EUA.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала