Para EUA, ainda está 'muito cedo' para anunciar fim da Guerra da Coreia

© Sputnik / Ilya Pitalev / Abrir o banco de imagensSoldado no polígono nuclear de Punggye-ri, no norte da Coreia do Norte
Soldado no polígono nuclear de Punggye-ri, no norte da Coreia do Norte - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Os EUA não apoiam a proposta da Coreia do Norte de cessar oficialmente a Guerra da Coreia, afirmou o embaixador norte-americano na Coreia do Sul, Harry Harris.

"Apesar da melhoria nas relações entre a Coreia do Sul e do Norte, bem como entre a Coreia do Norte e os EUA, ainda está muito cedo para falar sobre isso", afirmou o diplomata, citado pela agência Yonhap.

De acordo com ele, a principal meta hoje é a desnuclearização da península coreana. Sendo assim, Harris apelou ao líder norte-coreano para cumprir as obrigações assumidas durante a cúpula entre os líderes dos EUA e da Coreia do Norte que ocorreu no dia 12 de junho.

Tela de televisão mostrando presidente norte-americano Donald Trump e líder norte-coreano Kim Jong-un em Seul, Coreia do Sul - Sputnik Brasil
Pyongyang descarta plano de desnuclearização americano por ser 'mafioso', relata mídia
"A Coreia do Norte possui uma chance de se levantar da pobreza das últimas seis décadas. O potencial para as mudanças positivas da Coreia do Norte é infinito", acrescentou Harris.

Anteriormente, o presidente do Conselho Coreano para Reconciliação e Cooperação, Kim Hong-gul, disse que Pyongyang expressou seu desapontamento com a demora para assinar a declaração oficial para oficialmente pôr fim na Guerra da Coreia.

A guerra coreana é o conflito entre as duas Coreias que de fato durou de 25 de junho de 1950 a 27 de junho de 1954. Oficialmente, o fim da guerra não foi anunciado até hoje.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала