ONU alerta para o aumento de assassinatos de defensores dos direitos humanos na Guatemala

Nos siga noTelegram
Especialistas do Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos (ACNUDH) alertaram sobre o crescente assassinato de ativistas de direitos humanos na Guatemala.

"Especialistas em direitos humanos da ONU alertaram para o aumento de homicídios, ataques e outros atos de intimidação contra defensores dos direitos humanos na Guatemala, no contexto de tentativas legislativas e políticas para restringir seu trabalho", disse o Alto Comissariado em um comunicado publicado no site institucional.

VLT do Rio - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Estrutura de loja que vendia escravos é encontrada em obras do VLT no Rio
O relatório preparado por 11 especialistas na área afirma que "entre 9 de maio e 27 de julho de 2018, onze defensores trabalharam para proteger os direitos de várias comunidades indígenas no contexto de um ambiente seguro e saudável, incluindo acesso para terra e serviços básicos, eles foram mortos ".

Além disso, a maioria desses ativistas era indígena e "procurava proteger suas comunidades de abusos dos direitos humanos relacionados ao desenvolvimento e às atividades das empresas" e sofreu ataques "incomuns" violentos.

"Quatro sofreram cortes fatais com facas, incluindo cortes nas orelhas e na garganta", disse o comunicado.

Após esses eventos, a organização pediu aos políticos que "reconheçam publicamente o importante trabalho dos defensores de direitos humanos, que é um fator essencial para sua proteção" e conclamou o Estado a "prevenir danos contra eles e abster-se de tomar medidas". que restringem seu trabalho ".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала