Deputado russo revida ideia americana de tratar Rússia como 'patrocinador do terrorismo'

© AP Photo / Jacquelyn MartinMembro do Congresso dos EUA conversando por telefone no Capitólio
Membro do Congresso dos EUA conversando por telefone no Capitólio - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A menção da Rússia como país "patrocinador do terrorismo" em um projeto de lei dos EUA é estranha, declarou o primeiro-vice-presidente da Comissão de Assuntos Internacionais da Duma de Estado da Rússia (câmara baixa do parlamento russo), Dmitry Novikov.

Anteriormente, o jornal Kommersant divulgou o texto do projeto de lei sobre novas sanções contra Moscou, elaborado pelos senadores Lindsey Graham e mais três colegas. Segundo a edição, os senadores exigem, em particular, que o presidente Donald Trump bloqueie pagamentos de bancos russos em dólares, proíba que residentes dos EUA realizem operações com a nova dívida pública russa, bem como resolva a questão sobre reconhecimento da Rússia como "patrocinador do terrorismo".

Militantes do Daesh na fronteira Síria-Iraque (arquivo) - Sputnik Brasil
Por que EUA 'fecham os olhos perante atividades terroristas' do Daesh?
"É bem estranho avaliar a menção da Abkházia e Transnístria nesta situação, porque tudo que a Rússia fez para regularizar o problema entre a Moldávia e Transnístria ou para reconhecer a independência da Abkházia e da Ossétia do Sul tinha como objetivo defender de qualquer pressão concretos cidadãos de concretos países em conformidade com a própria vontade e opinião deles", anunciou à Sputnik Dmitry Novikov.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала