Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Chefe do Pentágono considera espaço como novo 'teatro de operações militares'

© REUTERS / Yuri GripasSecretário de Estado norte-americano James Mattis gestures durante a conferência de imprensa sobre a campanha contra o Daesh no Pentágono, Washington, 19 de maio de 2017
Secretário de Estado norte-americano James Mattis gestures durante a conferência de imprensa sobre a campanha contra o Daesh no Pentágono, Washington, 19 de maio de 2017 - Sputnik Brasil
Nos siga no
O secretário de Defesa dos EUA, James Mattis, apoiou a ideia de criação de um comando operacional das forças espaciais dentro das Forças Armadas dos EUA.

"Devemos considerar o espaço como um teatro de operações militares em desenvolvimento. A criação de um comando operacional é evidentemente uma das opções", declarou o chefe do Pentágono à emissora ABC News.

Posto de controle criado para prevenir saídas não autorizadas dos ossetos para a Geórgia perto de Tskhinval, 16 de agosto de 2008 (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Geórgia contava com ajuda dos EUA na agressão contra Ossétia do Sul?
Em junho, Trump instruiu o Pentágono a criar um ramo independente das Forças Armadas – a Força Espacial – em decorrência da preocupação com a segurança da infraestrutura norte-americana no espaço.

Segundo Mattis, o departamento apoia plenamente essa iniciativa e está trabalhando na implementação da ideia. Ele observou que o espaço é "um campo de batalha tal como a terra, o ar e o mar".

A vulnerabilidade dos objetos espaciais norte-americanos foi previamente apontada pelo diretor da NASA, Jim Bridenstine. Segundo ele, a perda do sinal de GPS ameaça "paralisar a atividade vital" dos EUA.

Atualmente há seis comandos geográficos na estrutura das Forças Armadas dos EUA (Africano, Europeu, Pacífico, Norte, Sul e Central) e quatro funcionais (Estratégico, de Transportes, Cibernético e Comando de Operações Especiais).

Perigo da corrida armamentista

A Câmara dos Representantes do Congresso dos EUA aprovou em julho um projeto de orçamento de defesa que prevê o financiamento da criação de um escalão de meios espaciais para intercepção de mísseis balísticos.

Russian President Vladimir Putin and US President Donald Trump are seen here ahead of the group photo ceremony for the Asia-Pacific Economic Cooperation leader - Sputnik Brasil
'Bola está com a Rússia', diz Pompeo sobre relações entre Washington e Moscou
O Ministério das Relações Exteriores da Rússia criticou essa decisão e instou Washington a abandonar o desencadeamento de uma corrida armamentista espacial.

Os líderes dos países do BRICS também expressaram, na declaração de Joanesburgo, sua séria preocupação com a possibilidade desse desenvolvimento. Os líderes dos cinco países apelaram para que não se transformasse o espaço em uma arena para confronto militar e enfatizaram que impedir a instalação de armas no espaço "ajudará a evitar um enorme perigo para a paz e segurança internacional".

Até o momento, nenhum país possui armas no espaço, apesar de, segundo os acordos internacionais, a proibição nesse sentido se referir apenas a armas de destruição em massa.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала