Irã rejeita pedido de diálogo dos EUA

© AFP 2022 / STR / Vahidreza AlaiA bandeira do Irã em frente do foguete Safir Omid antes do seu lançamento
A bandeira do Irã em frente do foguete Safir Omid antes do seu lançamento - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente do Irã, Hassan Rouhani, recusou-se nesta segunda-feira (6) a ter contatos diplomáticos com os Estados Unidos momentos antes de Washington impor novas sanções contra o país persa.

O presidente estadunidense, Donald Trump, retirou os EUA do acordo nuclear com o Irã de 2015. Washington diz que a única maneira de o Irã evitar as sanções seria concordar com novas negociações para abandonar seus programas nucleares e de mísseis.

Em um discurso transmitido na televisão, Rouhani disse que não poderia haver conversas enquanto Washington renegar acordo.

"Se você esfaquear alguém com uma faca e disser que quer conversar, a primeira coisa que você precisa fazer é remover a faca", afirmou Rouhani. "Somos sempre a favor da diplomacia e das negociações… Mas as negociações precisam de honestidade", disse Rouhani. "O chamado de Trump para conversas diretas é apenas para consumo doméstico na América antes das eleições… e para criar o caos no Irã".

Bandeiras da União Europeia próximo ao edifício da Comissão Europeia, Bruxelas - Sputnik Brasil
UE vai bloquear novas sanções dos EUA contra Irã para defender negócios
Aliados europeus tentaram e não conseguiram convencer Trump a não sair do acordo de 2015, sob o qual o Irã concordou em restringir seu programa nuclear em troca do cancelamento de sanções internacionais. Rouhani disse que Washington viria a lamentar a decisão de Trump de abandonar o acordo.

"Os Estados Unidos vão se arrepender de impor sanções ao Irã… Eles já estão isolados no mundo. Eles estão impondo sanções a crianças iranianas, pacientes e à nação", disse ele.

A perspectiva de sanções já prejudicou a economia do Irã, com a moeda corrente caindo este ano e o governo reprimindo protestos. Rouhani pediu aos iranianos que se unissem em face das dificuldades.

"Haverá pressão por causa de sanções, mas vamos superar isso com a união".

O governo Trump argumenta que as restrições não foram longe o suficiente e quer forçar o Irã de volta à mesa de negociações. O Irã diz que, ao abandonar o acordo, Washington mostrou que não pode negociar de boa fé.

No mês passado, Trump disse que estaria disposto a encontrar Rouhani sem condições prévias para discutir como melhorar as relações.

Altos funcionários iranianos e comandantes militares rejeitaram a oferta de Trump de conversas como sem valor e "um sonho", dizendo que suas palavras contradizem sua ações.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала