Rouhani: Irã não deseja escalar tensões no Oriente Médio

© REUTERS / Faisal MahmoodIran's President Hassan Rouhani (File)
Iran's President Hassan Rouhani (File) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Teerã nunca quis escalar as tensões no Oriente Médio, disse o presidente iraniano Hassan Rouhani durante reunião com o novo embaixador do Reino Unido na República Islâmica, Robert Macaire.

"O Irã nunca quis o aumento das tensões na região, nem quis criar problemas em rotas marítimas internacionais. Ao mesmo tempo, nunca renunciará do seu direito de exportar petróleo", escreveu Rouhani em seu site na internet.

Parlamentares iranianos queimam papeis com a bandeira norte-americana e a cópia do acordo nuclear após a decisão de Trump de sair do acordo, em 9 de maio - Sputnik Brasil
Governo do Irã diz que diálogo com EUA só ocorrerá se Washington retornar a acordo nuclear
Durante a reunião, Macaire entregou suas credenciais para Rohani e disse que Londres apóia o acordo sobre o programa nuclear iraniano e defende sua implementação.

Por sua vez, o presidente do Irã saudou o aprofundamento das relações entre Teerã e Londres e criticou a saída dos EUA do pacto nuclear, conhecido com Plano de Ação Conjunto Global (JCPOA).

"O Irã está sempre pronto para desenvolver as relações com os países europeus, mas agora, após a saída dos Estados Unidos do JCPOA, a bola está no campo da Europa e o tempo restante é limitado", disse Rouhani.

O Departamento de Estado dos EUA declarou que Washington tentará convencer seus aliados a pararem de comprar petróleo do Irã.

Funcionário do setor petrolífero iraniano vai de bicicleta  perto da refinaria petrolífera no sul de Teerã, Irã - Sputnik Brasil
Irã usará criptomoedas para exportar petróleo sem recorrer ao dólar
De acordo com o secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, Washington está disposto a impor sanções à Rússia, à China e a qualquer outro país que continue comprando petróleo do Irã.

No início de maio, Trump anunciou a saída de seu país do acordo assinado em 2015 pelo Irã, Rússia, Estados Unidos, Grã-Bretanha, China, França, Alemanha e o chefe da diplomacia europeia, Federica Mogherini.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала