Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Como guerra comercial de Trump pode desmoronar Apple?

© Sputnik / Vladimir Pesnya / Abrir o banco de imagensRelógio Apple
Relógio Apple - Sputnik Brasil
Nos siga no
As últimas propostas do presidente dos EUA, Donald Trump, de introduzir tarifas protecionistas contra mais uma remessa de produtos chineses podem afetar muito a corporação norte-americana Apple que produz acessórios no gigante asiático, conforme o diário britânico Financial Times.

Trata-se do segmento da empresa norte-americana que cresce mais rapidamente: o alto-falante HomePod, o relógio inteligente Apple Watch e o fone de ouvido sem fio AirPods. O preço de todos esses produtos pode aumentar se o presidente estadunidense decidir introduzir a tarifa de 10% nas exportações chinesas no valor de 200 bilhões de dólares (743 bilhões de reais).

10ª cúpula do BRICS em Joanesburgo, África do Sul - Sputnik Brasil
G7 contra BRICS: quem vencerá a guerra comercial?
O jornal espera a mesma reação dos concorrentes da Apple — Google, Amazon, Sonos, Fitbit, cujos acessórios também vão sofrer as consequências do protecionismo do presidente norte-americano. O banco de investimentos Morgan Stanley, em uma análise, notou que são novas tarifas que representam o risco principal para a capitalização da companhia norte-americana no limiar da nova apresentação da Apple no fim de setembro de 2018.

Analistas do mercado de smartphones e dispositivos Canalys ressaltam que para a Apple o mercado de acessórios é o principal, porque as vendas de computadores, notebooks e smartphones estão caindo, enquanto, por exemplo, as vendas do Apple Watch no segundo trimestre de 2018 aumentaram 30% em comparação com o mesmo período do ano passado quando foram vendidos 3,5 milhões de exemplares.

De acordo com estatísticas aduaneiras, as exportações da China aos EUA equivalem a 505,5 bilhões de dólares (1,8 trilhão de reais), enquanto as importações corresponderam somente a 129,9 bilhões de dólares (482 bilhões de reais).

Mais cedo, o presidente dos EUA, Donald Trump, declarou estar disposto a introduzir tarifas em todas as importações chinesas.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала