Urso polar é assassinado após atacar guarda na Noruega

© Sputnik / Yevgenia Novozhenina / Abrir o banco de imagensUm urso polar no Centro de Reprodução dos Animais em Extinção do Jardim Botânico de Moscou
Um urso polar no Centro de Reprodução dos Animais em Extinção do Jardim Botânico de Moscou - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Um funcionário de uma empresa alemã de cruzeiros foi duramente criticado nas redes sociais por neutralizar um urso polar que atacou um colega seu durante uma expedição com turistas a um território ártico norueguês.

O incidente ocorreu no último sábado, no arquipélago de Svalbard, ao norte da Escandinávia, quando o cruzeiro MS Bremen, operado pela empresa alemã Hapag Lloyd Cruises chegou à ilha de Spitsbergen, a maior da região. De acordo com relato da própria companhia, um de seus guardas foi atacado inesperadamente pelo animal, embora eles sejam treinados para verificar bem a área antes de deixar os turistas visitarem, justamente para garantir que não há ursos polares por perto.

Em nota divulgada em seu Facebook, a Hapag Lloyd explicou que a vítima não estava em condições de se defender sozinha, e, por esse motivo, outro funcionário precisou intervir e, infelizmente, matar o animal. O guarda ferido foi levado de helicóptero para um hospital e, segundo o comunicado, se encontra em condição estável. 

Apesar da explicação, houve quem não tenha achado a justificativa boa o suficiente. Nas redes sociais, muitos criticaram a empresa, a começar pelo simples fato de levar turistas para o habitat dos ursos.

"Um urso polar é morto após ferir um guarda de cruzeiro levando turistas em um navio para o arquipélago de Svalbard. Quem estava lá primeiro? Os ursos ou os turistas?", perguntou esse jornalista. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала