Justiça da Armênia determina prisão de ex-presidente

© Sputnik / R. Mangasarian  / Abrir o banco de imagensRobert Kocharian, ex-presidente da Armênia
Robert Kocharian, ex-presidente da Armênia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Uma corte de Erevan autorizou nesta sexta-feira a prisão do ex-presidente armênio Robert Kocharyan, em conexão com a supressão de protestos no país em março de 2008, segundo informou o advogado do réu.

"O tribunal determinou que se prenda Kocharyan", disse Aram Orbelyan em conversa com jornalistas. 

Líder da oposição da Armênia, Nikol Pashinyan, durante manifestações na capital de Erevan, 25 de abril de 2018 - Sputnik Brasil
Líder da oposição é eleito primeiro-ministro da Armênia

Kocharyan foi acusado na última quinta-feira de romper com a ordem constitucional ao suprimir os protestos em questão, mesma acusação feita ao coronel-general Yuri Khachaturov, secretário-geral da Organização do Tratado de Segurança Coletiva (CSTO). Este, no entanto, segundo seu advogado, Migran Pogosyan, será liberado mediante o pagamento de fiança. 

Robert Sedraki Kocharian foi o segundo presidente da República da Armênia. Ele governou o país entre fevereiro de 1998 e abril de 2008. Pouco antes de sua saída, em 1 de março de 2008, manifestantes insatisfeitos com o resultado da eleição, vencida pelo candidato governista Serzh Sargsyan, tomaram conta das ruas de Erevan para protestar, sendo duramente reprimidos pela polícia e pelas Forças Armadas. Ao menos dez pessoas morreram em decorrência dos confrontos.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала