EUA e Grã-Bretanha encontram resposta para drone submarino russo do 'Juízo Final'

Nos siga noTelegram
Militares dos EUA e da Grã-Bretanha estão pensando usar sensores subaquáticos e aeronaves antissubmarino para combater o drone submarino nuclear não tripulado russo Poseidon, noticia o portal Covert Shores.

O portal exemplifica: a deteção do submarino russo é possível com a ajuda de drones submarinos ACTUV (Navio Não Tripulado de Trilha Contínua de Guerra Antissubmarino). Outra maneira é usar uma rede de sensores subaquáticos, em particular boias hidroacústicas.

Imagem do novo drone submarino russo mostrada durante a mensagem anual de Vladimir Putin à Assembleia Federal Rússia - Sputnik Brasil
Por que drone submarino Poseidon e míssil balístico Sarmat são invulneráveis?
O submarino não tripulado Poseidon, originalmente conhecido como Status-6, tornou-se conhecido em novembro de 2015. Em março de 2018, o presidente russo Vladimir Putin confirmou oficialmente a existência do drone subaquático.

As características técnicas e táticas precisas do Poseidon não foram ainda oficialmente divulgadas. O que se sabe é que se trata de um submersível não tripulado equipado com um reator nuclear inovador capaz de se deslocar a grandes profundidades com alcance ilimitado, sendo uma arma projetada para destruir instalações econômicas do adversário.

Em abril, o Reino Unido chamou o submersível Status-6 de "arma do Juízo Final".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала