EUA adotarão sanções contra dívida soberana russa

© AP Photo / Jacquelyn MartinLindsey Graham
Lindsey Graham - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O Congresso dos Estados Unidos está planejando aumentar o nível de pressão sobre a Rússia com a introdução de sanções sobre a dívida externa russa em adição às medidas já existentes contra Moscou, segundo afirmaram os senadores Bob Menendez e Lindsey Graham nesta terça-feira.

"Estaremos introduzindo uma legislação abrangente nos próximos dias para garantir a imposição de sanções mandatórias sob o CAATSA [Ato de Contenção dos Adversários da América Através de Sanções], enquanto cobramos sanções adicionais para garantir o máximo impacto na campanha do Kremlin contra nossa democracia e a ordem internacional baseada em regras", disseram os parlamentares.

A legislação em questão, de acordo com os senadores, incluirá o estabelecimento de um Centro Nacional para Responder a Ameaças Russas.

"Lindsey Graham e eu estamos construindo ímpeto e apoio bipartidário para este importante esforço porque confrontar a agressão russa e garantir que o Poder Executivo tome as medidas necessárias para proteger os EUA e nossos aliados é bipartidário."

A decisão ocorre após uma série de polêmicas geradas nos Estados Unidos devido a comentários controversos feitos pelo presidente do país, Donald Trump, durante o seu encontro com o líder russo, Vladimir Putin, na Finlândia, incluindo o de que Washington seria responsável pela deterioração das relações bilaterais. 

Embora os EUA venham prolongando e expandindo sanções contra indivíduos e companhias da Rússia, empresas norte-americanas do ramo energético vêm trabalhando contra o endurecimento dessas medidas por receio de que elas possam colocar em risco seus investimentos no país europeu, maior produtor mundial de petróleo.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала