EUA precisam de 'ameaça russa' para financiar Pentágono, diz analista

CC0 / Pixabay / Crime cibernético de hackers
Crime cibernético de hackers - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Os EUA alegam a existência de uma "ameaça terrível" por parte da Rússia, em particular na esfera de cibersegurança, com o objetivo de exercer influência sobre as decisões em relação ao financiamento do Pentágono e dos serviços de inteligência norte-americanos, opina o especialista militar Aleksei Leonkov.

Anteriormente, foi declarado que no Cibercomando dos EUA foi criado um grupo de trabalho especial para enfrentar a Rússia na esfera da cibersegurança. Conforme o general Paul Nakasone, que estabeleceu o comando, a Rússia possui grandes capacidades no ciberespaço às quais "teremos que fazer frente" e "se isso acontecer, sem dúvida que o faremos".

Social media apps - Sputnik Brasil
Estes são os aplicativos mais perigosos para celular
"O fato de os EUA terem criado um grupo para fazer frente à Rússia em cibersegurança não é surpreendente. Eles classificam as guerras no ciberespaço como guerras híbridas que representam ameaça para os países-membros da OTAN. A Rússia na verdade tem vindo a analisar as questões de cibersegurança. Os norte-americanos, valendo-se da russofobia e de acusações infundadas à Rússia, tentam influenciar aqueles que contribuem para o orçamento do Pentágono e da comunidades de inteligência. Com este fim traçam uma 'ameaça terrível' por parte da Rússia", disse Leonkov.

Conforme notou o especialista, o problema dos hackers tem um caráter internacional, já que os hackers não têm vínculos a um país particular. Por isso, não se pode acusar de ciberataques nenhum Estado sem provas, é necessário analisar e dialogar com base em provas.

De acordo com Leonkov, a Rússia tem dito isso repetidamente e exigiu que os EUA apresentassem provas do envolvimento de alegados "hackers russos" em ciberataques no território americano. Mas tais provas nunca foram apresentadas.

Um homem digita em um teclado de computador - Sputnik Brasil
Este malware pode infectar seu computador sem que nenhum antivírus o detecte
"É mau porque tais acusações infundadas começam a fazer parte de documentos sérios. De tal modo, a mentira ganha um caráter oficial e os EUA podem usar tais documentos para justificar as suas ações contra a Rússia", acrescentou o analista.

O reforço da proteção na área de cibersegurança foi adotado nos EUA em meio às acusações de envolvimento da Rússia nas eleições presidenciais em 2016 e tentativas de intervir nas futuras eleições para o Congresso em 2018.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала