Líder neonazista é condenado no Reino Unido

© REUTERS / Peter NichollsUm policial faz guarda em frente à Suprema Corte no último dia de um julgamento contra uma decisão do governo de Theresa May para deixar a União Europeia. Foto de 8 de dezembro de 2016.
Um policial faz guarda em frente à Suprema Corte no último dia de um julgamento contra uma decisão do governo de Theresa May para deixar a União Europeia. Foto de 8 de dezembro de 2016. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O líder de um grupo neonazista britânico foi condenado a 8 anos de prisão nesta quarta-feira (18) acusado de participar do planejamento o assassinato da parlamentar do partido trabalhista, Rosie Cooper, e também de uma policial,

Christopher Lythgoe, de 32 anos, é o líder da Ação Nacional, grupo extinto em 2016 após o assassinato por esfaqueamento e tiros de outro parlamentar do partido trabalhista, Jo Cox.

Ele foi condenado por fazer parte do grupo neo-nazista e também por incentivar ódio racial, mas foi absolvido da acusação de ter encorajado o assassinato de Rosie Cooper.

Polícia britânica na área interditada, onde o ex-espião Sergei Skripal foi encontrado com sintomas de envenenamento - Sputnik Brasil
Reino Unido coleta mais de 400 amostras sobre novo incidente com agente nervoso
O plano para assassiná-la foi descoberto após uma denúncia com detalhes sobre um encontro em um pub em Warrington, cidade no norte da Inglaterra, em 2017.

Jack Renshaw, de 23 anos, que estava no encontro, foi considerado culpado por preparar ato terrorista relacionado ao plano e por ameaçar um policial.

O juiz Robert Jay disse que a Ação Nacional tem uma "visão maligna e distópica" de incentivar uma guerra racial.

Sem a determinação de Lythgoe de manter o grupo em funcionamento, a organização teria desistido dos atos, disse ele.

"Você é um neo-nazista completo, com racismo profundo e anti-semitismo", disse o juiz a Lythgoe.

Cooper estava presente na sentença, mas depois voltou para ao Parlamento, onde ela foi aplaudida pelos deputados.

Em seu auge, a Ação Nacional tinha cerca de 100 membros.

A polícia britânica alertou para um risco "crescente" da extrema direita no Reino Unido, dizendo que quatro conspirações de extrema direita foram evitadas no ano passado dentro do país.

Cox foi morto em seu eleitorado de Batley e Spen no norte da Inglaterra poucos dias antes do referendo Brexit em 2016 por um simpatizante neonazista.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала