Cidadã russa é acusada de conspiração nos EUA

© flickr.com / SalticidaeSede do Departamento de Justiça dos Estados Unidos, em Washington, D.C.
Sede do Departamento de Justiça dos Estados Unidos, em Washington, D.C. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A cidadã russa Maria Butina foi formalmente acusada de conspiração nos Estados Unidos. Segundo o Departamento de Justiça dos EUA, ela teria atuado como agente da Rússia em solo norte-americano.

Informações iniciais divulgadas pelas autoridades locais dão conta de que a jovem, de 29 anos, teria sido presa no último domingo, 15, em Washington. Ela deve prestar depoimento na próxima quarta-feira, 18. Há indícios de que a acusada possa pegar uma pena de até cinco anos de prisão por não divulgar seu trabalho como agente estrangeira.

Rod J. Rosenstein, vice-procurador-geral dos Estados Unidos - Sputnik Brasil
Agentes russos são indiciados por suposta interferência nas eleições dos EUA

De acordo com a denúncia, do início de 2015 até pelo menos fevereiro de 2017, Butina trabalhou sob a direção de um alto funcionário do governo russo que anteriormente foi membro da legislatura da Federação da Rússia e mais tarde se tornou um alto funcionário do Banco Central da Rússia. Esse indivíduo em questão foi sancionado pelo Departamento do Tesouro dos EUA em abril deste ano.

"Os documentos judiciais detalham os esforços da autoridade russa e de Butina para que ela atuasse como agente da Rússia dentro dos Estados Unidos, desenvolvendo relacionamentos com pessoas dos EUA e infiltrando organizações com influência na política americana, com o propósito de promover os interesses da Federação da Rússia", afirmou o Departamento de Justiça por meio de nota. "Os arquivos alegam que ela realizou suas atividades sem divulgar oficialmente o fato de que estava atuando como agente do governo russo, conforme exigido por lei".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала