Nova Zelândia reconhece que espionou vizinhos e repassou dados aos EUA

Nos siga noTelegram
Um órgão de fiscalização do próprio governo afirmou que a Nova Zelândia espionou durante anos seus vizinhos do Pacífico Sul e passou informações coletadas para os Estados Unidos e outros aliados.

Nenhuma mudança nas políticas públicas da Nova Zelândia foi recomendada, entretanto. O órgão chegou a conclusão de que todos os procedimentos foram legais. 

Edward Snowden, ex-agente da Agência de Segurança Nacional (NSA) - Sputnik Brasil
Rússia nunca conversou com a administração Trump sobre extradição de Snowden, diz ministro
O relatório divulgado nesta quarta-feira (4) por Cheryl Gwyn, a inspetora-geral de Inteligência e Segurança, descobriu que a Secretaria de Segurança das Comunicações do Governo coletou dados em massa de satélites dos países do Pacífico Sul entre 2009 e 2015.

Gwyn descobriu que alguns desses dados eram compartilhados com agências de espionagem dos aliados "Five Eyes" da Nova Zelândia: os EUA, Canadá, Grã-Bretanha e Austrália.

O relatório do inspetor-geral foi motivado por documentos vazados pelo ex-funcionário da Agência de Segurança Nacional dos EUA Edward Snowden.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала