Israel desloca tanques e artilharia para fronteira com Síria

© REUTERS / Ronen ZvulunSoldados israelenses nas Colinas de Golã, perto da fronteira com a Síria, foto de arquivo
Soldados israelenses nas Colinas de Golã, perto da fronteira com a Síria, foto de arquivo - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
No domingo (1), Israel anunciou ter enviado material militar adicional às Colinas de Golã, na fronteira com a Síria, como uma medida de "precaução".

Segundo destacam os militares do Exército de Israel, o reforço com material militar dessa área tem como objetivo preservar a segurança e não muda a política israelense de não intervenção em assuntos de outros Estados.

Ao analisar a situação na região, o Exército israelense tomou a decisão de transferir blindados e artilharia adicionais para as Colinas de Golã. "As tropas foram posicionadas lá hoje de manhã no âmbito de medidas que têm como objetivo manter a prontidão do exército em meio aos acontecimentos que ocorrem na parte síria das Colinas de Golã", diz o comunicado do Serviço de Imprensa do Exército de Israel.

Avigdor Lieberman - Sputnik Brasil
Não aceitaremos sírios que queiram asilo em Israel, garante ministro da Defesa
A parte israelense assegurou que isso não tem nada a ver com interferência em assuntos internos de outros países da região e que não planeja participar dos combates entre oposição e tropas governamentais no sul da Síria.

Israel se apropriou das Colinas de Golã na Guerra dos Seis Dias em 1967 e, mais tarde, anexou-as unilateralmente em 1981. Desde então, a soberania sobre a área tem sido tema de discussões sobre os direitos territoriais de Israel na região. Antes da guerra, a área pertencia à Síria e a ONU a considera "território ocupado", enquanto Israel a define como "território disputado".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала