Arábia Saudita desmente Trump sobre promessa de aumentar produção de petróleo

© REUTERS / Jonathan ErnstRei da Arábia Saudita Salman bin Abdulaziz Al Saud sauda o presidente norte-americano Donald Trump and a primeira dama Melania Trump quando eles chegam ao Aeroporto Internacional Rei Khalid em Riad, Arábia Saudita, maio 20, 2017
Rei da Arábia Saudita Salman bin Abdulaziz Al Saud sauda o presidente norte-americano Donald Trump and a primeira dama Melania Trump quando eles chegam ao Aeroporto Internacional Rei Khalid em Riad, Arábia Saudita, maio 20, 2017 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O rei da Arábia Saudita, Salman bin Abdulaziz al Saud, não prometeu a Donald Trump aumentar a produção de petróleo, tendo apenas lhe garantido que Riade teria capacidade suficiente para satisfazer a demanda do mercado, informou o The Wall Street Journal.

"Uma autoridade saudita sênior anunciou que o reino deu nenhuma promessa concreta ao Sr. Trump, ele apenas confirmou as capacidades de Riade para atender a demanda do mercado", escreveu o jornal, citando um funcionário saudita anônimo.

Outro funcionário saudita citado pelo The Wall Street Journal disse que a Arábia Saudita, na verdade, não quer aumentar a produção acima de 11 milhões de barris por dia além de não planejar aumentar suas unidades de produção por ser "muito caro".

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, havia dito no sábado (29), em sua conta no Twitter que o rei da Arábia Saudita aceitou sua proposta para aumentar a produção de petróleo em dois milhões de barris por dia.

Em maio de 2018, a Arábia Saudita produziu 10,03 milhões de barris por dia (mb/d). 

Trabalhador da refinaria de Dura, próximo a Bagdá, enche um barril de petróleo. - Sputnik Brasil
OPEP anuncia aumento de produção de petróleo
No final de 2016, as nações que compõem a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) e 11 produtores independentes concordaram em Viena em reduzir a extração em 1,8 mb/d para estabilizar os preços dos hidrocarbonetos.

Já no dia 23 de junho, a OPEP e outros países produtores concordaram em aumentar a extração de petróleo 1 mb/d no âmbito do Acordo de Viena.

Um dia antes, Trump pedira aos países da OPEP que aumentassem consideravelmente a produção para deter os preços.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала