- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Portugal e Brasil assinam acordo para fortalecer setor de inovação

© Sputnik / Vladimir Rodionov / Abrir o banco de imagensVista de Lisboa (foto de arquivo)
Vista de Lisboa (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Brasil e Portugal assinaram nesta quarta-feira em Lisboa, um acordo para estreitar a cooperação em inovação entre os dois países.

A cerimônia contou com a presença do ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), Marcos Jorge, e o ministro da Economia de Portugal, Manuel Caldeira Cabral, que assinaram o documento, informou Agência Brasil

Com demanda aquecida, mercado imobiliário de Lisboa tem preço médio de apartamento em 700 mil euros - Sputnik Brasil
Uma casa portuguesa com certeza: saiba por que os brasileiros investem tanto em Portugal
Segundo o ministro brasileiro o Brasil sempre aprendeu muito com as experiências portuguesas com startups e a chamada indústria 4.0. O acordo assinado nesta quarte deve contribuir com o aprofundamento dessas trocas, acrescentou ele.

O acordo, também firmado por representantes da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) e da Secretaria da Indústria de Portugal, busca elevar e diversificar o perfil dos investimentos nos dois países, proporcionar a criação de empregos, fortalecer iniciativas da indústria 4.0, e apoiar os contatos de negócios e a troca de informações entre funcionários e especialistas.

"Vamos, por exemplo, lançar um edital binacional do Programa Conexão Startup Indústria, atendendo tanto empresas brasileiras quanto portuguesas. O objetivo é adensarmos a nossa interação para inovação, em um momento em que nós vivemos um aumento de trocas comerciais entre o Brasil e Portugal", disse Marcos Jorge à Agência Brasil.

"Temos aumentado as trocas, nos primeiros cinco meses deste ano, por exemplo, em mais de 50% do que foi nos primeiros cinco meses do ano passado", acrescentou o ministro.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала