EUA planejam armar bombardeiro B-52 com 'Mãe de Todas as Bombas'

© AFP 2022 / Paul CROCKBombardeiro pesado B-52
Bombardeiro pesado B-52 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Força Aérea dos EUA pretende modificar os bombardeiros pesados B-52 Stratofortress para serem capazes de transportar a chamada "Mãe de Todas as Bombas", o apelido da arma Massive Ordnance Air Blast (MOAB na sigla em inglês), segundo um novo relatório.

A bomba causou repercussões em abril do ano passado, quando os militares norte-americanos a lançaram contra um alegado campo do Daesh (organização terrorista proibida na Rússia) no Afeganistão. A MOAB é considerada a mais poderosa bomba não nuclear no arsenal dos EUA.

O porta-aviões norte-americano USS Gerald R. Ford - Sputnik Brasil
Navios de guerra, aviões, tanques... Conheça os 5 projetos militares mais caros
"A Força Aérea está procurando informação da indústria em relação a "fontes que podem possuir conhecimento, capacidades, experiência e satisfazer as exigências de qualificação" para colocar as bombas no B-52, uma das mais velhas unidades militares ainda usadas nos EUA, segundo o Pedido de Informação (RFI na sigla em inglês) publicado em 21 de junho.

Quando a arma foi lançada em 2017, as tripulações jogaram a bomba a partir de um avião de carga C-130, e o sistema de satélite fez o resto do trabalho.

Os aviões Stratofortress têm "limitações" no que se refere à capacidade de portar armas pesadas sob as asas, de acordo com a RFI, o que requer modificações para instalar munições de mais de duas toneladas. Normalmente, os B-52 portam a maioria das armas na seção de armas, mas as suas portas são menores do que o tamanho da MOAB, que ultrapassa os nove metros.

Estes bombardeiros também podem transportar armas nucleares, que, ironicamente, são muito menores que as MOAB, mas milhares de vezes mais poderosas.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала