Informante da WADA sobre doping na Rússia tentou se suicidar em Washington

© Sputnik / Valery MelnikovGrigory Rodchenkov, ex-diretor do laboratório antidoping de Moscou (foto de arquivo)
Grigory Rodchenkov, ex-diretor do laboratório antidoping de Moscou (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O informante da Agência Mundial Antidoping (WADA, na sigla em inglês), Grigory Rodchenkov, tentou se suicidar em Washington em 19 de junho, informou uma fonte na polícia russa.

"Recebemos a informação de que Grigory Rodchenkov tentou se suicidar em 19 de junho no apartamento alugado para ele em Washington pela unidade do FBI do Distrito de Colúmbia (EUA)", diz um comunicado.

Centro Antidoping: colheita de amostras de sangue para análise (foto de arqvuio) - Sputnik Brasil
FIFA critica acusações contra Seleção Russa de uso de doping na Copa
Segundo as informações, uma das possíveis razões é a demanda judicial de três atletas de biatlo no valor de 30 milhões de dólares (R$ 113,93 milhões).

Grigory Rodchenkov, ex-diretor do laboratório antidoping de Moscou, foi encontrado no apartamento pelos funcionários do FBI e depois foi levado para uma clínica psiquiátrica.

Segundo o vice-presidente do departamento russo do Comitê Internacional de Direitos Humanos, Aleksandr Ionov, citado pelo canal RT, Rodchenkov está sofrendo uma forte tensão interna e pressão por parte da justiça e serviços de segurança americanos, que o fazem testemunhar contra a Rússia.

"É provável que os nervos não tenham aguentado após acusações tão sérias e todo o alvoroço em torno de sua figura", opinou Ionov.

Funcionário do laboratório de Moscou credenciado pela WADA - Sputnik Brasil
Rússia envia à WADA provas que desmentem acusações do denunciante do doping russo
Em novembro de 2015, depois de a WADA ter suspendido o trabalho do laboratório antidoping de Moscou, Grigory Rodchenkov se demitiu e, em janeiro de 2016, emigrou para os EUA. Posteriormente, ele comunicou ao The New York Times sobre o alegado "programa de doping" da Rússia, o que desencadeou um grande escândalo internacional.

Posteriormente, o Comitê Olímpico Internacional (COI) declarou culpados 43 esportistas russos por terem violado as regras antidoping, anulando seus resultados e afastando-os da participação das Olimpíadas.

Mais tarde, o Tribunal Arbitral do Esporte (CAS) foi favorável às apelações de 28 atletas russos e parcialmente a outras 11 apelações restantes.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала