Presidente de Taiwan apela ao mundo para 'conter expansão' da China

© AP Photo / Chiang Ying-yingPresidente de Taiwan Tsai Ing-wen (foto de arquivo)
Presidente de Taiwan Tsai Ing-wen (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Tsai Ing-wen elevou sua retórica de palavras fortes para outro tom, enquanto Taiwan enfrenta o que a presidente descreveu como "imensa pressão" da China. As tensões no Estreito de Taiwan aumentaram nos últimos meses em que Pequim realizou exercícios militares em águas sensíveis.

Em entrevista exclusiva à agência de notícias AFP, com sede em Paris, a presidente de Taiwan, Tsai Ing-wen, pediu a outras nações que se unam contra o expansionismo de Pequim e reafirmem seus valores compartilhados de democracia e liberdade. Tsai disse que considera essa tarefa um "desafio para a região e para o mundo como um todo".

"Hoje é Taiwan, mas amanhã pode ser qualquer outro país que terá de enfrentar a expansão da influência da China", observou Tsai.

Seus comentários surgem três semanas depois de uma guerra de palavras entre a China e Taiwan, na qual Pequim rebateu o que chamou de "observações irresponsáveis" de Tsai sobre a repressão em Tiananmen em 1989.

Navio da Marinha chinesa - Sputnik Brasil
Marinha da China faz exercícios militares no Estreito de Taiwan
O embate verbal irrompeu em meio a crescentes tensões entre a ilha e o seu vizinho gigante.

A China está profundamente desconfiada de Tsai porque esta lidera o Partido Democrático Progressista (DPP), de tendência independentista. Desde que Tsai Ing-wen assumiu o cargo, em 2016, Pequim intensificou os exercícios militares perto da costa de Taiwan, provocando temores de que possa usar opções militares para impedir que Taiwan declare a independência total.

As relações sino-taiwanesas têm sido fragmentadas desde que os dois lados se separaram em 1949 durante a Guerra Civil Chinesa.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала