Arábia Saudita derruba míssil balístico disparado por houthis

© AFP 2022 / FAYEZ NURELDINEArtilharia do Exército saudita dispara contra o Iêmen a partir de um posto perto da fronteira saudita-iemenita, no sudoeste do país, em 13 de abril de 2015. A Arábia Saudita lidera uma coalizão de vários países árabes realizando ataques aéreos contra os rebeldes xiitas Huthis que invadiram a capital Sanaa em setembro e se expandiram para outras partes do Iêmen.
Artilharia do Exército saudita dispara contra o Iêmen a partir de um posto perto da fronteira saudita-iemenita, no sudoeste do país, em 13 de abril de 2015. A Arábia Saudita lidera uma coalizão de vários países árabes realizando ataques aéreos contra os rebeldes xiitas Huthis que invadiram a capital Sanaa em setembro e se expandiram para outras partes do Iêmen. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
As forças de defesa aéreas da Arábia Saudita interceptaram um míssil balístico disparado por militantes iemenitas que atacaram a capital do país, Riad.

Após o ataque interceptado, os militantes Houthi declararam, conforme citado pelo canal de TV al Masirah, que estavam atacando o centro de dados do Ministério da Defesa da Arábia Saudita e uma série de outros alvos.

Vista geral de Riad (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Míssil balístico dos houthis pode ter atingido aeroporto de Riad
Anteriormente, a Reuters relatou, citando testemunhas locais, que várias explosões foram ouvidas na capital da Arábia Saudita.

Alguns usuários do Twitter compartilharam vídeos retratando flashes no céu causados pelos supostos disparos.

Os houthis lançaram dezenas de mísseis contra a Arábia Saudita nos últimos meses com objetivo de atingir vários locais, inclusive o aeroporto internacional de Riad.

A coalizão liderada pela Arábia Saudita, principalmente de países do golfo Pérsico, tem implementado uma operação militar no Iêmen atendendo ao pedido do governo reconhecido mundialmente do presidente Abd-Rabbu Mansour Hadi, alvejando, já por três anos, as posições dos militantes houthis. Os rebeldes forçaram Haidi ao exílio no início de 2015.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала