Google adia projeto para Pentágono depois de rebelião do pessoal

© AP Photo / Jens MeyerPessoas trabalhando em notebooks em frente ao símbolo do Google em Hanover, Alemanha (foto de arquivo)
Pessoas trabalhando em notebooks em frente ao símbolo do Google em Hanover, Alemanha (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Anteriormente, o Pentágono pediu à Google para que desenvolvesse uma tecnologia de segurança “air gap” para salvar seus computadores de ataques cibernéticos.

A Google adiou o desenvolvimento de um projeto que contaria com a participação de militares norte-americanos depois que um grupo de funcionários da empresa tecnológica, conhecido como o "Grupo Nove", se recusou a participar do projeto no início do ano, informou a agência Bloomberg citando quatro funcionários da empresa.

Inteligência artificial (imagem referencial) - Sputnik Brasil
Google aprende a prever data da morte e promete dar novos passos
O Pentágono pediu à Google para que desenvolvesse uma tecnologia de segurança "air gap", que consiste no isolamento de um ou mais computadores de redes suscetíveis de receber ataques, como a Internet ou redes locais.

Os funcionários da empresa teriam se oposto a desenvolver qualquer tecnologia que tivesse aplicações militares. Além disso, eles argumentaram que o desenvolvimento do "air gap" poderia envolver a Google em projetos militares governamentais, informou mídia.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала