Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Ucrânia pode criar 'concorrente' ao poderoso tanque russo Armata (FOTO)

© Sputnik / Mikhail Klimentiev / Abrir o banco de imagensUm tanque T-14 Armata é visto em 18 de setembro de 2017 no polígono Luzhsky durante os exercícios estratégicos conjuntos russo-bielorrussos Zapad 2017
Um tanque T-14 Armata é visto em 18 de setembro de 2017 no polígono Luzhsky durante os exercícios estratégicos conjuntos russo-bielorrussos Zapad 2017 - Sputnik Brasil
Nos siga no
Na Ucrânia, existe um projeto de um tanque que pode ser um concorrente do blindado russo Armata, revela um especialista militar ucraniano.

Segundo afirma o especialista Mikhail Zhirohov no artigo publicado no jornal ucraniano Delovaya Stolitsa, trata-se do objeto 477, elaborado ainda na União Soviética, que é também conhecido como Molot ou Bokser. O desenvolvimento do projeto, que deveria incluir um canhão de 152 milímetros, visores térmicos e toda uma série de mecanismos eletrônicos, foi iniciado nos anos 80 na cidade de Kharkov.

Tanque russo T-14 Armata - Sputnik Brasil
OTAN deveria se preocupar: reveladas maiores vantagens do tanque russo Armata
O primeiro protótipo experimental foi construído em 1987, mas a desintegração da URSS pôs fim ao programa, enquanto todos os Molot construídos foram armazenados, escreve o especialista.

Em meados dos anos 90, o Ministério da Defesa da Rússia restabeleceu o programa, mas nos anos 2000 abandonou o projeto, pois decidiu concentrar esforços no desenvolvimento de seus próprios tanques. Assim, o projeto foi mais uma vez congelado.

No entanto, em 2015 os engenheiros da fábrica de Kharkov decidiram reanimar o programa.

"A produção em massa de um tanque com uma mira panorâmica multicanal e uma arma poderosa, capaz de atacar alvos tanto blindados como abertos a distâncias bastante grandes, faria com que [Ucrânia] obtivesse superioridade sobre qualquer inimigo convencional tanto no Ocidente, como no Oriente", sublinha.

Ao mesmo tempo, Zhirohov confessa que, em caso da produção em massa do blindado, a Ucrânia pode enfrentar uma série de problemas tecnológicos.

Parque industrial da URSS: o tanque Objeto 477 ou Molot, no fim de 1988. Tem um canhão de 155 milímetros e um sistema de controle de dados. É um elemento básico para criar um complexo blindado de reconhecimento e ataque, que poderá usar drones, helicópteros de apoio de fogo e um tanque de controle remoto.

Recentemente, durante a competição de biatlo de tanques Strong Europe Tank Challenge, organizada pela OTAN, um militar ucraniano queixou-se do estado técnico dos novíssimos tanques ucranianos T-84 Oplot. Em suas palavras, os blindados ficaram inoperacionais logo no primeiro dia.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала