'Nossos mísseis devem ser capazes de atingir Moscou', diz general ucraniano

© Foto / Administração da Presidência da Ucrânia/Mikola LazarenkoTestes do míssil ucrâniano Olkha (foto de arquivo)
Testes do míssil ucrâniano Olkha (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Kiev deve produzir mísseis capazes de alcançar Moscou e São Petersburgo, afirmou o tenente-general ucraniano Igor Romanenko, em entrevista à edição Obozrevatel.

De acordo com o militar, a Ucrânia deve se esforçar por aprimorar seus mísseis Garpun e Grom-2. Segundo ele, o alcance dos mísseis deve corresponder a vários milhares de quilômetros para serem capazes de atingir a "parte europeia" da Rússia.

"[Atingir] Moscou, até São Petersburgo. Não estou brincando. É um momento muito sério", afirmou Romanenko.

Enquanto isso, o general admitiu que Kiev pode enfrentar problemas ao realizar tais programas devido às limitações internacionais. Em particular, o alcance máximo de mísseis da classe "terra-terra" para a Ucrânia não pode superar 300 quilômetros. 

Soldado ucraniano perto de Donetsk (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Como reintegrar Donbass? Ucrânia revela detalhes do plano B
Entretanto, segundo Romanenko, Kiev poderia contornar as restrições por meio de mísseis de baseamento aéreo de grande alcance, que hoje não possui. Contudo, segundo as estimativas do general, a fabricação em massa dessas armas pode demorar bastante tempo.

Vale destacar que o tenente-general ucraniano é famoso por suas declarações escandalosas em relação à Rússia. Por exemplo, em outubro Romanenko afirmou que Moscou estava preparando uma "invasão" da Ucrânia com a ajuda de mísseis. Já em dezembro, o militar declarou que a Ponte da Crimeia é vulnerável para a aviação e mísseis de baseamento terrestre e naval. As autoridades da península qualificaram as palavras do tenente-general como absurdas e hostis. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала