Rússia: EUA inventam inimigos inexistentes ao invés de combater terrorismo

© Sputnik / Yevgeny Biyatov / Abrir o banco de imagensVista do Kremlin e Ministério das Relações Exteriores da Rússia
Vista do Kremlin e Ministério das Relações Exteriores da Rússia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O Ministério das Relações Exteriores da Rússia divulgou uma nota nesta terça-feira (12) comentando a aplicação de novas sanções norte-americanas contra Moscou.

De acordo com a diplomacia russa, os Estados Unidos adotam novas sanções e estabelecem inimigos onde eles não existem, ao invés de de lutar contra o terrorismo e outras ameças reais. 

Soldados aguardam cerimônia de abertura da seção norte do escudo antimíssil em base militar na Polônia com bandeira dos EUA no plano de fundo - Sputnik Brasil
Presença militar da Rússia e EUA no mundo: que país tem mais bases?
Na última segunda-feira (12), o secretário do Tesouro dos EUA, Stephen Mnuchin, informou que cinco empresas russas de TI e três indivíduos foram acrescentadas à lista de sanções antirrussas, pois ameaçavam a segurança dos EUA e seus parceiros.

"Os EUA demonstram óbvia falta de visão, inventando um inimigo onde ele não existe, em vez de lutar seriamente contra o terrorismo e outras ameaças reais. Esta não é apenas uma política viciosa, mas muito perigosa, que a história necessariamente vai cobrar junto de seus iniciadores", disse o Ministério das Relações Exteriores da Rússia em comunicado. 

De acordo com a chancelaria, as novas sanções não irão gerar resultado, pois "a Rússia não mudará seu curso na arena internacional". 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала