Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Donald Trump e Kim Jong-un assinam documento conjunto

© REUTERS / Jonathan ErnstO presidente dos EUA, Donald Trump, mostra o documento assinado com o líder norte-coreano, Kim Jong-un
O presidente dos EUA, Donald Trump, mostra o documento assinado com o líder norte-coreano, Kim Jong-un - Sputnik Brasil
Nos siga no
Nesta terça-feira (12), o presidente dos EUA, Donald Trump, e o líder norte-coreano Kim Jong-un assinaram um acordo após a cúpula histórica em Singapura.

A cerimônia de assinatura teve lugar no hotel Capella, situado na ilha de Sentosa, separada da parte continental do país por uma ponte. 

Kim Jong-un e Donald Trump falam brevemente com jornalistas antes de encontro histórico - Sputnik Brasil
Sem dar muitos detalhes, Trump diz que espera 'assinar algum acordo' com Kim
De acordo com Trump, se trata de um documento de especial importância. 

"Estamos assinando um documento detalhado e muito importante", afirmou o presidente norte-americano, acrescentando que a assinatura do mesmo exigiu muitos esforços, e muita "boa vontade". 

Por sua vez, o líder norte-coreano qualificou a assinatura do documento como "um novo início" nas relações entre os dois países, e prometeu "grandes mudanças" no futuro.

"A assinatura deste documento histórico […] é o anúncio de um novo começo. Veremos grandes mudanças", assinalou Kim Jong-un durante a cerimônia de assinatura do documento, cujo conteúdo ainda não foi divulgado.

Além disso, o presidente dos EUA disse ter muito orgulho nos resultados da cúpula. 

Donald Trump e Kim Jong-un se cumprimentam antes de reunião histórica em Singapura - Sputnik Brasil
Rússia diz que está disponível para auxiliar desnuclearização da Coreia do Norte
"Estamos muito orgulhosos naquilo que aconteceu hoje", afirmou Trump, adicionando que os dois lados "conseguiram resolver um problema grande e ameaçador".

Depois da assinatura do documento com o líder norte-coreano, o presidente estadunidense indicou que, a partir de agora, as relações entre os dois países se encontram em uma situação completamente diferente.

"Acho que nossas relações com a Coreia do Norte […] agora se encontram em uma situação completamente diferente". 

No decorrer da cerimônia, Donald Trump afirmou também que está pronto para convidar seu homólogo norte-coreano a visitar a Casa Branca. 

A assinatura do documento concluiu a primeira cúpula da história entre a Coreia do Norte e os EUA, em Singapura. 

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала