G7 fecha acordo para tomar 'novas medidas' contra a Rússia

© AFP 2022 / Lars Hagberg Manifestantes anti-G7 se reúnem para uma manifestação na cidade de Quebec, às vésperas da Cúpula do G7.
Manifestantes anti-G7 se reúnem para uma manifestação na cidade de Quebec, às vésperas da Cúpula do G7. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Os países do G7 concordaram em tomar novas medidas contra a Rússia, se necessário, disse a primeira-ministra britânica, Theresa May.

"Congratulo-me com a compreensão do G7 da necessidade de manter sanções contra a Rússia à luz do fato de que a Rússia não cumpriu plenamente suas obrigações nos termos dos Acordos de Minsk na Ucrânia. Concordamos em estar prontos, se necessário, a tomar outras medidas restritivas contra a Rússia", disse May no final da cúpula ano no Canadá.

Angela Merkel, canciller alemana en Argentina - Sputnik Brasil
Merkel revela o que precisa acontecer para a Rússia voltar ao G7
A primeira-ministra também disse que a Rússia deve "mudar seu comportamento" para retornar ao G8. Além disso, o primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, declarou que o G7 não está interessado no retorno da Rússia ao clube.

"O retorno da Rússia a esse formato não é o que nos interessa agora", disse Trudeau, comentando a recente proposta do presidente dos EUA, Donald Trump, e do primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte em restabelecer o formato do G8 com a Rússia.

O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk pediu que se mantivesse o formato do G7 sem mudanças em sua composição, e a ministra das Relações Exteriores do Canadá, Chrystia Freeland, informou que a volta da Rússia foi discutida na cúpula apenas em reuniões individuais e não oficialmente.

O formato do G8 existia desde 1998, mas após a reincorporação da Crimeia à Rússia em 2014, o grupo voltou ao formato com sete integrantes (G7), composto por Alemanha, Canadá, EUA, França, Itália, Japão e Reino Unido. Em junho daquele ano, os membros do grupo tomaram a decisão de não comparecer à Cúpula na cidade russa de Sochi e se reuniram em Bruxelas sem a Rússia.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала