Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Trump diz que não pode retirar sanções da Coreia do Norte

© REUTERS / Mike TheilerPresidente dos EUA, Donald Trump, falando com jornalistas
Presidente dos EUA, Donald Trump, falando com jornalistas - Sputnik Brasil
Nos siga no
O presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou na quinta-feira que "já está tudo pronto" para seu encontro com o líder norte-coreano Kim Jong Un em Cingapura, no próximo dia 12 de junho. O presidente prometeu que a reunião seria "mais do que uma foto".

Trump enfatizou que seria "inaceitável" se a Coreia do Norte não concordasse em se desnuclearizar.

"Eles têm que se desarmar. Se eles não desnuclearizarem, isso não seria aceitável. Não podemos descumprir as sanções", disse Trump antes do almoço de trabalho com o presidente japonês, Shinzo Abe, na Casa Branca.

Kim Jong-un, líder da Coreia do Norte, na cerimônia de inauguração do Museu da Vitória na Guerra da Coreia, Pyongyang - Sputnik Brasil
Preparação para encontrar Trump? Coreia do Norte troca 3 altos oficiais militares
O presidente dos EUA disse que poderia aplicar mais sanções à Coreia do Norte, mas decidiu não fazê-lo neste momento e acrescentou que sua administração pode impor mais medidas punitivas contra Pyongyang no futuro.

Falando aos repórteres ao receber o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, na Casa Branca, Trump disse que ele e Abe discutirão o comércio e assuntos relacionados com a Coreia do Norte.

"Eu não acho que tenho que me preparar muito. É tudo uma questão de atitude", disse ele.

Na semana passada, Trump anunciou que não concordaria com qualquer tipo de acordo com Kim. Ele sublinhou que os Estados Unidos e a Coreia do Norte iriam "iniciar um novo relacionamento durante a reunião".

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала