Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Analista sobre base americana na Polônia: EUA estão 'incendiando pavio' no Leste Europeu

© AP Photo / Lukasz SzelemejSoldado norte-americano gesticulando enquanto as Tropas Autotransportadas dos EUA e Polônia saltam em exercícios conjuntos (foto de arquivo)
Soldado norte-americano gesticulando enquanto as Tropas Autotransportadas dos EUA e Polônia saltam em exercícios conjuntos (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga no
O Conselho da Federação da Rússia (câmara alta do parlamento russo) anunciou resposta à construção de base militar dos EUA na Polônia. As ações dos norte-americanos podem influenciar não só a segurança regional, mas também a global, notou em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik o cientista político Konstantin Blokhin.

O Ministério da Defesa da Rússia está pronto para tomar medidas, se a Polônia instalar uma base militar permanente norte-americana em seu território. Eis a declaração do vice-presidente do Comitê do Conselho da Federação para Defesa e Segurança, Yevgeny Serebrennikov.

Parada militar no Dia do Exército da Polônia - Sputnik Brasil
Base militar dos EUA na Polônia pode comprometer segurança no Leste Europeu
A edição polonesa Onet, citando documentos do Ministério da Defesa da Polônia, revelou os planos do país. Tornou-se público que Varsóvia está disposta a pagar até dois bilhões de dólares (R$ 7,3 bilhões) para construção de base militar definitiva norte-americana em seu território.

O especialista Konstantin Blokhin, em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik, acredita ser difícil dissuadir Varsóvia a não instalar base militar permanente dos EUA.

"Acredito que não será possível dissuadir a Polônia, e é muito provável que a base vá ser instalada lá. Sabemos que os norte-americanos já estão deslocando para a Polônia contingente militar e tanques, que são um grupo muito grande, os poloneses estão começando a aumentar intensivamente a quantidade de tropas norte-americanas em seu território. Dá a impressão de que os poloneses estão planejando uma Operação Barbarossa [ataque do exército nazista contra a União Soviética em 1941] contra a Rússia. É claro que isso influencia a nossa segurança no ocidente e certamente seremos obrigados a reagir", disse Blokhin.

Avião de reconhecimento da Força Aérea dos EUA RC-135 (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Aviões norte-americanos realizam reconhecimento perto das fronteiras russas (FOTO)
Para ele, as ações dos EUA na Polônia prejudicam não só a segurança regional, mas a global.

"Os EUA estão mais uma vez deteriorando e agravando a situação no Leste Europeu. Os norte-americanos geram constantemente relatórios e textos analíticos de que a Rússia seria capaz de efetuar ações agressivas na região. Mas agora os próprios EUA estão 'incendiando o pavio' nestes países. Isso prejudica não só a segurança regional, mas a global. Está soprando uma nova Guerra Fria. Se antes falávamos sobre isso em meio a sanções e declarações políticas, agora os norte-americanos passaram a ações concretas. E a Polônia está quase na vanguarda deste processo", resumiu o cientista político.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала