Vice-premiê turco critica Alemanha por protesto pró-curdos

© REUTERS / Wolfgang RattayManifestação em defesa do líder do PKK Abdullah Ocalan e contra o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, em Colônia, Alemanha, em 3 de setembro de 2016
Manifestação em defesa do líder do PKK Abdullah Ocalan e contra o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, em Colônia, Alemanha, em 3 de setembro de 2016 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Turquia está descontente com a decisão da Alemanha de permitir uma manifestação pró-curda na cidade de Colônia, afirmou o vice-primeiro-ministro turco Bekir Bozdag.

De acordo com o vice-premiê turco, esse protesto, realizado no último dia 26, organizado pelo partido de oposição da Turquia HDP (Partido Democrático dos Povos) foi considerado por Ancara um ato de interferência nas eleições turcas, programadas para o próximo dia 24. 

Seguidores do presidente turco, Tayyip Erdogan, comemoram o fracasso do golpe de Estado na Ponte do Bósforo, em Istambul, Turquia 16 de julho de 2016 - Sputnik Brasil
Na Turquia, 106 pessoas são condenadas a prisão perpétua por tentativa de golpe
"O povo turco se sente desconfortável com a intromissão nos assuntos domésticos, a interferência nas eleições e uma atitude intervencionista. Nós também. Eu digo, vamos usar a cédula para dar a maior resposta à Alemanha. Com um retorno que agradará a Turquia e aborrecerá a Alemanha, em 24 de junho, todos os seus esforços contra a Turquia vão acabar", disse Bozdag, citado pela agência Anadolu.

Em abril, o ministro alemão das Relações Exteriores, Heiko Maas, prometeu que Berlim não permitiria que políticos da Turquia realizassem campanhas na Alemanha, país com a maior diáspora turca na Europa. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала