Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Maduro propõe libertar presos políticos que não tenham cometido crimes graves

© REUTERS / Marco BelloO presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, faz o juramento presidencial.
O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, faz o juramento presidencial. - Sputnik Brasil
Nos siga no
O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, propõe à Assembleia Nacional Constituinte da Venezuela que liberte os presos políticos que não tenham participação em crimes graves.

"Há um grupo de pessoas detidas por crimes cometidos por causa da violência política e eu quero que essas pessoas sejam libertadas e tenham a oportunidade de um processo de reconciliação nacional", disse Maduro durante a cerimônia de posse do seu novo mandato presidencial, conquistado no último domingo através de 5.823.728 de votos, segundo as informações oficiais divulgadas pelo Conselho Nacional Eleitoral da Venezuela.

Líder opositor Henrique Capriles participa de protesto contra o presidente venezuelano Nicolás Maduro em Caracas - Sputnik Brasil
Venezuela: Capriles acusa Maduro de querer matá-lo com ataque a bomba
As eleições foram amplamente questionadas no campo internacional, sobretudo pelo impedimento ou aprisionamento de candidatos de oposição nacionalmente conhecidos como o líder do partido Vontade Popular, Leopoldo López e o fundador do partido Primero Justicia e ex-candidato presidencial, Henrique Capriles. Na sequência do resultado, a embaixada dos Estados Unidos na Venezuela pediu ao presidente Nicolás Maduro a libertação dos “268 presos políticos” no país.

Confirmados os resultados, Maduro deve seguir presidente venezuelano até 2025, já que os mandatos no país duram 6 anos.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала