EUA terão o destino de Saddam se atacarem o Irã, afirma a Guarda Revolucionária

© AP Photo / Ebrahim NorooziIn this Sept. 21, 2016 file photo, Iran's Revolutionary Guard troops march in a military parade marking the 36th anniversary of Iraq's 1980 invasion of Iran, in front of the shrine of late revolutionary founder Ayatollah Khomeini, just outside Tehran, Iran
In this Sept. 21, 2016 file photo, Iran's Revolutionary Guard troops march in a military parade marking the 36th anniversary of Iraq's 1980 invasion of Iran, in front of the shrine of late revolutionary founder Ayatollah Khomeini, just outside Tehran, Iran - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Se os EUA tentarem invadir o Irã, terão o mesmo destino que o governo iraquiano de Saddam Hussein quando lançou uma guerra contra a República Islâmica, afirmou em uma declaração a poderosa Guarda Revolucionária do Irã.

O Corpo da Guarda Revolucionária Islâmica disse que "vai garantir que o regime americano acabe sendo destruído exatamente como o regime de Saddam", se Washington decidir ir à guerra contra Teerã.

A ameaça surge depois que os EUA se retiraram do acordo nuclear com o Irã e divulgarem um ultimato de 12 pontos a Teerã, que inclui a suspensão de todo o enriquecimento de urânio, a retirada de milícias do Iraque e da Síria e a adesão aos objetivos da política externa dos EUA.

Líder supremo iraniano, Ali Khamenei, discursa em reunião em Teerã, Irã, outubro de 2017 - Sputnik Brasil
Trump irá desaparecer da história, diz líder iraniano

O Irã rejeitou as exigências e está trabalhando com outras partes no acordo, incluindo China, Rússia, Grã-Bretanha, França e União Europeia (UE), que criticaram a decisão de Washington de retirar o acordo e aumentar as tensões com o Irã.

Nos anos 80, o Irã e o Iraque travaram uma sangrenta guerra de 8 anos, que custou centenas de milhares de vidas em ambos os lados. O líder iraquiano Saddam Hussein recebeu apoio de nações ocidentais, incluindo os EUA, apesar de cometerem atrocidades bem documentadas, como o uso de armas químicas contra o Irã.

Mais de duas décadas após o final inconclusivo do conflito, o próprio líder iraquiano foi alvo dos EUA e seus aliados, que o derrubaram durante a invasão de 2003. Mais tarde ele foi executado pelo novo governo iraquiano.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала