Departamento de Estado dos EUA rotula presidenciais venezuelanas como 'ilegítimas'

© REUTERS / Carlos JassoCidadãos venezuelanos votam nas presidenciais em 20 de maio de 2018, na cidade de Barquisimeto
Cidadãos venezuelanos votam nas presidenciais em 20 de maio de 2018, na cidade de Barquisimeto - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A representante oficial do Departamento de Estado dos EUA, Heather Nauert, afirmou que as eleições presidenciais que decorrem hoje na Venezuela são ilegítimas.

"As chamadas eleições na Venezuela hoje não são legítimas. Os EUA, junto com os países democráticos por todo o mundo, apoiam o povo venezuelano e seu direito soberano de escolher seus representantes através do voto livre e justo", escreveu a diplomata na sua página do Twitter.

​Segundo relata a agência AVN, as seções eleitorais abriram na Venezuela às 6h00 locais (7h00 de Brasília). Os venezuelanos elegem o Chefe de Estado para os próximos 6 anos entre quatro candidatos: o atual presidente Nicolás Maduro, o oposicionista Henri Falcón, o engenheiro Reinaldo Quijada e o antigo pastor evangélico Javier Bertucci.

Elecciones en Venezuela - Sputnik Brasil
Mais de 2,5 milhões já votaram na Venezuela
Os resultados da última pesquisa conduzida pela empresa Hinterlaces indicaram 48% de apoio ao atual líder, enquanto seu principal rival Falcón ficaria com 31%. Os outros 14% planejam votar pelo representante do movimento Esperança pela Mudança.

Já de acordo com a pesquisa da Datanalisis, Falcón ultrapassou o presidente atual por 7 pontos percentuais (41% contra 34%, respectivamente).

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала