Coreia do Norte suspende reunião com Coreia do Sul e ameaça cancelar encontro com Trump

© REUTERS / Korea Summit Press Pool/PoolCúpula histórica entre o presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, e líder norte-coreano, Kim Jong-un
Cúpula histórica entre o presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, e líder norte-coreano, Kim Jong-un - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Coreia do Norte afirmou que os exercícios militares conjuntos dos EUA e da Coreia do Sul são uma "provocação", apesar da recente melhora nas relações.

A Coreia do Norte decidiu nesta terça-feira (15) suspender as conversações de alto nível com a Coreia do Sul, marcadas para 16 de maio. A justificativa foi a iniciativa de Seul de realizar exercícios militares conjuntos com os EUA.

John Bolton na Casa Branca. - Sputnik Brasil
Assessor de Trump quer levar todas as armas nucleares da Coreia do Norte para os EUA
De acordo com informações divulgadas pela mídia, o líder norte-coreano Kim Jong-un ameaça cancelar a cúpula com o presidente dos EUA, Donald Trump. 

A reunião entre Seul e Pyongyang deveria se concentrar nos planos para implementar a declaração de paz da cúpula inter-coreana de 27 de abril, incluindo promessas de terminar formalmente a Guerra da Coreia e buscar a "desnuclearização completa". 

"Os exercícios militares das forças aéreas da Coreia do Sul e dos EUA são uma tentativa de invadir o Norte e uma provocação em meio ao derretimento das relações inter-coreanas", relatou a Agência Central de Notícias da Coreia (KCNA).

A Coreia do Norte afirmou que as forças armadas norte-americanas e sul-coreanas exercem uma "provocação", acrescentando que Pyongyang não tem escolha a não ser suspender as negociações.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала