Rússia envia à WADA provas que desmentem acusações do denunciante do doping russo

© Sputnik / Mihail Serbin / Abrir o banco de imagensFuncionário do laboratório de Moscou credenciado pela WADA
Funcionário do laboratório de Moscou credenciado pela WADA - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O Comitê de Investigação da Rússia declarou ter entregado à Agência Mundial Antidoping (WADA) provas que desmentem as acusações do denunciante de doping russo Grigory Rodchenkov sobre a alegada substituição das análises dos atletas russos nos Jogos Olímpicos de Sochi.

"A investigação recolheu evidências imparciais que desmentem as denúncias falsas de Rodchenkov quanto à entrega de análises ao laboratório antidoping em Sochi, seu armazenamento e  substituição de biomateriais", informou Svetlana Petrenko, porta-voz do Comitê de Investigação da Rússia.

Grigory Rodchenkov durante entrevista ao canal BBC - Sputnik Brasil
Denunciante do doping russo não confirma parte de acusações contra atletas da Rússia
Segundo ela, a Rússia entregou à WADA documentos que revelam que as amostras de urina dos atletas russos durante os Jogos Olímpicos de Sochi de 2014 foram "entregues ao laboratório de Sochi durante o dia, foram registradas e, no espaço entre 30 minutos e duas horas, foram enviadas para análise". 

"Deste modo, foi desmentido o testemunho de Rodchenkov de que os testes dos atletas russos durante os Jogos Olímpicos de Sochi de 2014 depois de sua recolha teriam sido guardados e de noite substituídos por amostras 'limpas', e apenas depois da substituição seriam enviados para análise de doping”, disse ela.

Em novembro de 2015, depois de a WADA ter suspendido o trabalho do laboratório antidoping de Moscou, Grigory Rodchenkov, ex-diretor do laboratório, se demitiu e, em janeiro de 2016, emigrou para os EUA. Posteriormente, ele comunicou ao New York Times sobre o alegado "programa de doping" na Rússia, o que desencadeou um grande escândalo internacional.

Dick W. Pound, chefe da Agência Mundial Antidoping - Sputnik Brasil
WADA suspende laboratório antidoping da Romênia
O Comité Olímpico Internacional (COI) voltou a verificar as amostras dos atletas russos que participaram dos Jogos Olímpicos de Inverno em 2014 e estudou as informações sobre provável interferência estatal no sistema antidoping russo. 

Posteriormente, o COI declarou culpados 43 esportistas russos por terem violado as regras antidoping, anulando seus resultados e afastando-os da participação das Olimpíadas.

Mais tarde, o CAS foi favorável às apelações de 28 atletas russos e parcialmente a outras 11 apelações restantes.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала