Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Norte-americana vira modelo apesar de rara condição genética (FOTOS)

© Foto / PixabayMulher com olhar expressivo
Mulher com olhar expressivo - Sputnik Brasil
Nos siga no
Taylor Muhl da Califórnia virou modelo apesar do fato que, durante toda a sua vida, envergonhou-se de uma enorme marca de nascença em seu abdômen, resultado de uma rara condição genética.

Desde o nascimento, o lado direito do abdômen de Muhl é muito mais escuro do que o esquerdo e a garota também sofria de numerosos problemas de imunidade.

Ela era muito tímida devido a essa característica e sempre usava roupas que cobriam seu abdômen. Uma vez, ela até tentou remover a marca mediante procedimento a laser, mas não conseguiu suportar a dor.

Quando Muhl chegou à idade adulta, médicos a diagnosticaram com quimerismo – uma doença genética rara, na qual o corpo contém dois conjuntos de DNA, cada um com um código genético para formar uma pessoa separada.

Essa rara condição pode acontecer durante o desenvolvimento fetal. No caso de Muhl, tinha um gêmeo fraterno que ela absorvia no útero, segundo a revista People.

A mãe de Muhl deu à luz em casa e não fez ultrassom, por isso não sabia que estava grávida de gêmeos. Segundo a mãe, a modelo durante a infância pedia para que comprasse roupas iguais à da melhor amiga e muitas vezes perguntavam se elas eram gêmeas.

Os médicos disseram a Muhl que ela tem "dois sistemas imunológicos e duas correntes sanguíneas", escreveu a modelo em um post publicado em março de 2017, esclarecendo que as células de seu sistema imunológico e seu sangue têm dois conjuntos de DNA.

O quimerismo também causou uma doença autoimune, porque seu corpo detecta o DNA de seu gêmeo como "estranho" e reage a isso. Ela tem uma série de alergias a alimentos, medicamentos, suplementos, joias e picadas de insetos.

No entanto, depois do diagnóstico, Muhl disse que se sentiu aliviada por finalmente saber o que havia de diferente nela. Ela decidiu não esconder mais sua marca com o propósito de aumentar a conscientização sobre a condição.

"Eu costumava pedir aos fotógrafos para remover minha marca de nascença durante a edição da foto, mas agora me sinto mais confiante. Eu quero que todos saibam que não importa se você não é igual a todos por causa de uma doença, tem lugar para todos neste mundo", disse a modelo.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала