Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Londres espera que Washington não abandone acordo nuclear com Irã

© AFP 2021 / Carl CourtBandeira iraniana na embaixada do Irã em Londres
Bandeira iraniana na embaixada do Irã em Londres - Sputnik Brasil
Nos siga no
Londres está tentando convencer Washington a continuar fazendo parte do acordo nuclear com Irã, mas também está procurando maneiras de preservar o acordo, mesmo se o presidente dos EUA, Donald Trump, decidir se retirar da iniciativa, revelou o embaixador do Reino Unido nos EUA, Kim Darroch, neste domingo.

"O Plano A é que os EUA continuam no negócio. É para isso que estamos trabalhando. Mas é claro que estamos analisando todas as possibilidades… Por isso, estamos analisando as opções de preservar o acordo mesmo com o governo dos EUA decidindo se retirar, o que esperamos que não aconteça", disse Darroch.

O embaixador acrescentou que o Reino Unido considera o acordo como "positivo", embora não seja perfeito.

"Nenhum acordo é perfeito, e o presidente [dos EUA] está corretamente preocupado com as atividades regionais do Irã, que são malignas e prejudiciais à segurança e à estabilidade. E ele não gosta do fato dos mísseis não serem contemplados [pelo acordo]. Ele não está feliz com isso… Ele acha que o regime de inspeções deve ser mais duro", disse Darroch.

Presidente dos EUA, Donald Trump, falando com jornalistas - Sputnik Brasil
Equipe de Trump contratou espiões para minar acordo nuclear do Irã, diz jornal
O embaixador explicou que o Reino Unido tinha algumas idéias sobre como atenuar essas preocupações.

"Temos conversado em nível de altos funcionários com nossos colegas franceses e alemães há várias semanas. Acreditamos que estamos progredindo. Ainda não chegamos lá. Ainda faltam alguns dias para ver se conseguimos encontrar um caminho", disse o embaixador.

Trump, que tem criticado o acordo desde sua campanha eleitoral, deve anunciar, até 12 de maio, se Washington continuará sendo parte da inciativa.

Em 2015, o Irã, a China, a França, a Alemanha, a Rússia, o Reino Unido, os Estados Unidos e a União Européia chegaram a um acordo sobre um Plano de Ação Conjunto (JCPOA). Segundo o acordo, as sanções internacionais contra o Irã seriam gradualmente retiradas em troca do país garantir a natureza pacífica de seu programa nuclear.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала