Tiroteio entre tropas da ONU e rebeldes na República Centro Africana termina com 9 feridos

© flickr.com / United Nations PhotoSoldados da Missão de Estabilização Integrada Multidimensional da ONU (MINUSCA) na República Centro-Africana
Soldados da Missão de Estabilização Integrada Multidimensional da ONU (MINUSCA) na República Centro-Africana - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Um grupo de militares de Portugal ligados à missão de paz da Organização das Nações Unidas (ONU) entrou em confronto com rebeldes do grupo Force na capital da República Centro Africana nesta terça-feira (1). O confronto resultou em nove feridos - todos eles do lado dos rebeldes.

As informações são do Observador

Premiê português, António Costa, visita militares portugueses em Bangui, na República Centro-Africana - Sputnik Brasil
Por que militares portugueses estão na África Central e qual a sua missão
De acordo com informações do gabinete do Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas, os rebeldes estavam atacando a igreja Notre Dame de Fátima e os militares portugueses interviram para proteger a população.

O ataque teria sido motivado pela prisão de um integrante do grupo Force por parte dos capacetes azuis da ONU.

Um dos rebeldes foi detido. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала