Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Suíça prevê impactos negativos internos com piora das relações entre Rússia e Ocidente

© Sputnik / Alexey Filippov / Abrir o banco de imagensPalácio Federal da Suíça, Berna (imagem de arquivo)
Palácio Federal da Suíça, Berna (imagem de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga no
A deterioração das relações entre a Rússia e o Ocidente terá um impacto negativo na Suíça, indica um relatório elaborado pelo Departamento Federal de Segurança, Proteção Civil e Esporte do país sobre a situação de segurança em 2018.

Um documento de 95 páginas, em que a Rússia é o tema central, foi publicado nesta segunda-feira (30) no site do governo da Suíça.

Gás russo - Sputnik Brasil
Especialista: Europa não consegue reduzir dependência do gás russo
É particularmente observado no texto que a Rússia tem aumentado o seu poder político-militar nos últimos anos, e se tornado economicamente sustentável "como nunca foi desde o colapso da União Soviética". A influência pessoal do presidente Vladimir Putin também aumentou sistematicamente em todas as instituições de poder na Rússia.

Segundo a Suíça, Moscou está agora empenhada em estabelecer uma zona própria de influência, ou "cordão sanitário", em toda a Europa Oriental. Esta tendência é associada às ambições pessoais de Putin, que deseja como "seu dever histórico de estabelecer uma zona de influência para proteger a Rússia da expansão da OTAN liderada pela EUA". Supõe-se que foi com este propósito que a Rússia começou a modernizar suas Forças Armadas.

"Parece que, no momento, a relação entre a Rússia e o Ocidente atingiu o pico. Mas, pelo contrário, muito provavelmente a relação continuará a se deteriorar ainda mais conforme a tendência dos últimos anos. A tensão entre a Rússia e a OTAN, juntamente com a União Europeia, terá um impacto sobre a Suíça", informa o documento.

Ao mesmo tempo, a Suíça continua considerando a Rússia como importante mercado comercial e financeiro mundial, o que se traduz em exigências especiais relacionadas à gestão dos ativos da elite russa. 

Sede da Comissão Europeia em Bruxelas - Sputnik Brasil
'Segurança europeia não pode ser debatida sem Rússia', diz presidente da Comissão Europeia
Os autores do relatório enfatizam que o conflito entre a Europa e a Rússia "não é um fenômeno temporário, mas representa uma mudança duradoura no ambiente estratégico da Suíça". Eles opinam que a crise nas relações entre a Europa e a Rússia pode ser rapidamente traduzida em um desafio global para as instituições europeias especializadas em questões de segurança.

Entre outros tópicos importantes, que em breve terá um impacto sobre a segurança da Suíça, destacam o terrorismo e a exportação da ideologia extremista na Europa, o crescimento no número de refugiados que atravessam o mar Mediterrâneo exigindo asilo em países europeus, a desestabilização das instituições europeias de segurança e a crise na OTAN, a não proliferação nuclear e a espionagem.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала