Colonizadores europeus teriam estigmatizado índios caribes como canibais

Nos siga noTelegram
Uma equipe de arqueólogos norte-americanos afirma que os relatos dos colonizadores de que índios caribes eram canibais são "especulativos e errôneos", informa o jornal The Guardian.

Durante séculos, historiadores têm declarado que os primeiros habitantes do Caribe, os arawak, foram exterminados aproximadamente no ano de 1300 pelos caribes. No entanto, novas evidências encontradas no site arqueológico de Antígua e Barbuda contradizem essas afirmações, disse ao diário o arqueólogo Reg Murphy.

Escavações (imagem referencial) - Sputnik Brasil
Arqueólogos encontram ruínas de templo antigo no meio de deserto (FOTOS)
"Esperamos avaliar mais uma vez essas antigas suposições", declarou Murphy, diretor dos estudos levados a cabo por três universidades estadunidenses no país caribenho. "Nas análises da dieta não encontramos evidências de que os índios caribes alguma vez se alimentaram de humanos", adicionou.

Nas análises ósseas para determinar a dieta dos caribes, os especialistas encontraram resíduos de alimentos como peixe e milho. Os caribes eram um povo ameríndio cujas origens se encontram na região do Caribe e na costa norte da América do Sul, e foram deslocados pelos primeiros colonizadores europeus.

Longe de serem canibais, os caribes em grande medida se alimentavam de animais, entre eles peixes, ressaltou Carlyn Valmond, que também faz parte da equipe de pesquisa. "A imagem dos caribes como canibais selvagens se baseia completamente nos relatos dos colonizadores", ressaltou Murphy. "Não sabemos nada deles, com exceção de que nos contaram os europeus, e eles tinham sua própria agenda", concluiu.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала