México rejeita insinuação de Trump de vincular reforma do NAFTA à questão migratória

© AP Photo / Christian TorresManifestantes exibem um Tio Sam 'diabólico' na fronteira com os EUA, Juarez, México
Manifestantes exibem um Tio Sam 'diabólico' na fronteira com os EUA, Juarez, México - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
É inaceitável que Washington queira influenciar a política migratória do México para negociar novos termos para o Acordo de Livre-Comércio da América do Norte (Nafta, na sigla em inglês), afirmou por comunicado nesta segunda-feira o ministro mexicano de Relações Internacionais Luis Videgaray.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que conter o fluxo migratório pode ajudar o México nas negociações. "O México, cujas leis de imigração são muito duras, poderia deter o fluxo de pessoas que atravessam para os Estados Unidos. Poderíamos fazer disso uma nova condição para nosso novo Nafta", afirmou Trump no Twitter.

"Seria inaceitável condicionar a renegociação do NAFTA à ações migratórias fora desse quadro de cooperação", disse Videgaray também no Twitter.

Movimentação de cargas no Terminal de Contêineres do porto de Bremerhaven, Alemanha, 10 de maio de 2000 - Sputnik Brasil
União Europeia e México firmam novo acordo de livre comércio
O chanceler também pontuou que o México decide sua política migratória de maneira soberana. 

Trump recentemente elogiou o México por impedir que uma caravana de mais de 1.000 imigrantes da América Central chegassem à fronteira com os EUA.

Os Estados Unidos, Canadá e México negociam uma atualização no NAFTA desde 2017. As tratativas foram iniciadas em meio às alegações de Trump de que o acordo não é lucrativo para os Estados Unidos e ameaças de retirar o país do bloco caso não ocorra uma atualização.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала