Europeus reclamam da distribuição de renda na UE

© Sputnik / CollageBandeira da UE
Bandeira da UE - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Menos da metade dos cidadãos da União Europeia considera a globalização um fenômeno positivo.

Mais de um terço da população europeia considera a imigração como algo negativo. E quase a metade desconfia dos motivos políticos das decisões dos respectivos governos. Esses foram os resultados de uma pesquisa encomendada pela Comissão Europeia.

Bandeiras nacionais dos EUA e da China - Sputnik Brasil
China busca apoio da Europa para barrar a agressão comercial dos EUA
A pesquisa, cujos resultados foram publicados nesta segunda-feira pela Comissão Europeia, indicou que a maioria dos europeus considera de forma positiva a vida no bloco. No entanto, o mesmo recorte demonstra preocupação com a desigualdade social e os processos de tomada de decisão política.

"No total, 47% dos europeus consideram a globalização como positiva, contra 21% de pessoas que descordam do processo. Outros 39% consideram a imigração como algo positivo, e 33% discordam dessa posição", informa o comunicado da Comissão Europeia. 

Mais da metade considera que as pessoas possuem oportunidades iguais para o desenvolvimento pessoal (58%). No entanto, essa cifra oculta grandes diferenças regionais sobre o tema: 81% na Dinamarca e 18% na Grécia.

A grande maioria dos europeus considera existir uma patente desigualdade na distribuição de renda no continente (84%).

Quase 60% dos entrevistados de todos os países, com exceção da Dinamarca, consideram que os governos devem adotar medidas para reduzir a desigualdade na distribuição de renda.

A pesquisa foi realizada em 2017, e contou com a participação de mais de 28 mil pessoas em toda UE.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала