Bombardeiros nucleares da China são detectados mais uma vez cercando Taiwan

© AP Photo / Shao JingCaça Su-30 do Exército Popular de Libertação da China (à direita) voando perto do bombardeiro H-6K durante manobras no mar da China Oriental
Caça Su-30 do Exército Popular de Libertação da China (à direita) voando perto do bombardeiro H-6K durante manobras no mar da China Oriental - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Os bombardeiros nucleares da Força Aérea chinesa efetuaram "sagrado" patrulhamento militar ao redor de Taiwan, anunciaram na quinta-feira (19) os militares chineses.

"A Pátria está no nosso coração, e a ilha preciosa fica no peito da Pátria", diz-se na declaração do piloto Zhai Peisong, publicada no blog da Força Aérea do Exército Popular de Libertação, adicionando que "defender os bonitos rios e montanhas da Pátria é missão sagrada dos pilotos da Força Aérea".

Marinheiros chineses (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Pequim lança aviso a Taiwan com exercícios de fogo real
A declaração indicou que bombardeiros H-6K efetuaram "recentemente" missão de patrulhamento ao redor da "ilha preciosa" de Taiwan.

O Ministério da Defesa taiwanês confirmou na quinta-feira que, na tarde de 18 de abril, um par de bombardeiros da Força Aérea da China sobrevoou o estreito de Miyako ao norte de Taiwan, antes de se dirigir ao sul e passar sobre o canal de Bashi em direção à base.

Taipé acusou Pequim de estar aumentando tensões regionais com ameaças militares; embora, para o governo chinês, esta ilha autônoma corresponde a seu território.

O porta-voz chinês para assuntos de Taiwan, Ma Xiaoguang, disse a jornalistas que as "atividades separatistas de independência" representam a maior ameaça à segurança marítima no estreito de Taiwan. "Nenhuma força e nenhuma pessoa devem subestimar a nossa determinação e capacidade de defender a soberania nacional e integridade territorial".

No mesmo dia (19), o porta-voz taiwanês do Conselho de Assuntos da China, Chiu Chiu-cheng, declarou que "a China manipulou deliberadamente [os exercícios] para pressionar e intimidar Taiwan na tentativa de incentivar as tensões entre as duas partes e na região", adicionando que Taipé nunca vai ceder a qualquer ameaça militar ou provocação.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала