Chancelaria: Skripal teriam sido envenenados pela inteligência britânica

© AP Photo / Steve ParsonsÁrea interditada pela polícia na cidade inglesa de Salisbury, condado de Wiltshire, onde o ex-espião russo Sergei Skripal foi encontrado com sintomas de envenenamento
Área interditada pela polícia na cidade inglesa de Salisbury, condado de Wiltshire, onde o ex-espião russo Sergei Skripal foi encontrado com sintomas de envenenamento - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O envenenamento do ex-espião russo Sergei Skripal e sua filha Yulia teria sido organizado, com alto nível de probabilidade, pelos serviços secretos britânicos.

Isso, segundo a representante oficial da chancelaria russa, Maria Zakharova, foi feito para desacreditar a Rússia.

"Com alto nível de probabilidade, a provocação com o envenenamento dos cidadãos russos em Salisbury foi vantajosa para os serviços secretos britânicos, e é possível que tenha sido organizada por eles para comprometer a Rússia e suas autoridades", declarou Zakharova.

Policiais investigando o caso do ex-espião russo Sergei Skripal, em Salisbury (Inglaterra), 13 de março de 2018 - Sputnik Brasil
Estados Unidos continuam aceitando versão britânica sobre caso Skripal
Como destacou a representante da chancelaria russa, este passo está dentro da linha russófoba geral do governo conservador para demonizar a Rússia.

"A recusa categórica de cooperar com a Rússia na investigação do envenenamento em Salisbury, a violação das obrigações por parte de Londres decorrentes da convenção consular, a rejeição da colaboração por parte da OPAQ e a ocultação dos documentos iniciais para realização de uma investigação objetiva é uma prova viva disso", detalhou.

Em 4 de março de 2018 Sergei Skripal e sua filha Yulia, de 33 anos foram encontados inconscientes perto de um shopping em Salisbury. Os primeiros agentes da polícia que chegaram ao local foram afetados pela substância tóxica. A parte britânica insiste que o envenenamento foi um atentado contra a vida do ex-espião perpetrado por agentes russos. No entanto, a Rússia nega qualquer participação nesse ato.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала