'Está comprovado': arsenal químico na Síria foi destruído, diz ministério russo

© Sputnik / Ilya Pitalev / Abrir o banco de imagensDestruição de armas químicas na Rússia
Destruição de armas químicas na Rússia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Síria eliminou seus estoques de armas químicas e a Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ) confirmou que, disse a represente oficial do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova.

Estados ocidentais acusaram o presidente sírio, Bashar Assad, de um ataque com o uso de armas químicas na cidade síria de Duma no início deste mês. Em resposta ao asuposto ataque, Estados Unidos, Reino Unido e França bombardearam a Síria na noite da sexta-feira (13).

"Armas químicas na Síria foram destruídas. A Organização para a Proibição de Armas Químicas verificou este fato[…]. Armas químicas na Síria são usadas por extremistas e militantes. Isso é um fato comprovado e toda vez, quando ainda outro assentamento, outra cidade é liberada pelo exército sírio, os militares encontram depósitos com produtos químicos lá. Isso foi comprovad, foi provado pelos fatos", disse Zakharova ao canal de TV Rossiya-1 no domingo (15).

Russian President Vladimir Putin, right, listens to British Prime Minister Theresa May during a bilateral meeting in Hangzhou, China, Sunday, Sept. 4, 2016, ahead of the G20 Leaders Summit. - Sputnik Brasil
Reino Unido acusa Rússia de barrar investigações sobre armas químicas na Síria
A representante oficial disse que havia muitas armas químicas diferentes na Síria, enfatizando que o lado russo havia enviado um projeto de resolução ao Conselho de Segurança da ONU para estabelecer um mecanismo para investigar as origens dessas armas, mas que foi bloqueado por um grupo de estados liderados pelos EUA.

Ela acrescentou que, ao mesmo tempo, os Estados Unidos ainda possuem armas químicas.

A comunidade internacional expressou preocupações sobre o uso de armas químicas dentro da Síria desde o suposto uso do gás Sarin em Damasco, ainda em 2013. Após o incidente, a Síria aderiu à OPAQ e concordou em destruir seu arsenal de armas químicas. Em 4 de janeiro de 2016, a OPAQ emitiu uma declaração confirmando que a destruição das armas químicas sírias havia sido concluída.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала