'Falsos pretextos, falsos resultados': embaixada russa critica ataques à Síria

© AP Photo / Kirsty O'ConnorEmbaixador russo no Reino Unido, Alexander Vladimirovich Yakovenko em uma coletiva de imprensa na embaixada russa em Londres.
Embaixador russo no Reino Unido, Alexander Vladimirovich Yakovenko em uma coletiva de imprensa na embaixada russa em Londres. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A embaixada russa no Reino Unido comentou a recente declaração do Reino Unido sobre a base legal para os ataques à Síria, ressaltando que, de fato, foi um ataque sob um falso pretexto e uma falsa base legal.

"Vamos deixar os detalhes legais para os advogados. Mas não é necessário um profundo conhecimento para ver que estamos lidando com um ataque sob um falso pretexto, uma falsa base legal e um resultado falso", disse a embaixada em um comunicado.

Presidente dos EUA, Donald Trump, ao lado da primeira-ministra do Reino Unido Theresa May após encontro na Casa Branca, em Washington, nos EUA. - Sputnik Brasil
'Questão de interesse nacional': Theresa May explica ataques à Síria
Segundo a embaixada, o conceito de "intervenção humanitária" não pode servir como base legal para qualquer uso da força, já que o direito internacional só permite usar a força em autodefesa ou sob um mandato do Conselho de Segurança da ONU.

"Quando monitores internacionais estão chegando a Damasco e — mais amplamente — quando o governo sírio e grande parte da oposição estão se movendo em direção à criação de um comitê constitucional para acabar com a guerra, dizer que 'não há alternativa viável ao uso da força se vidas serão salvas' é hipócrita, para dizer o mínimo", acrescentou a embaixada.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала