Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Parlamentar russo: ataque seguinte poderia ser realizado em qualquer país

© Sputnik / Aleksei Druzhinin/Anton Denisov / Abrir o banco de imagensO Kremlin de Moscou
O Kremlin de Moscou - Sputnik Brasil
Nos siga no
O presidente do Comitê de Assuntos Exteriores da câmara alta do parlamento da Rússia comentou o ataque dos EUA, França e Reino Unido na Síria e a possível resposta de Moscou a essas ações.

Se o mundo engolir as ações dos EUA na Síria, o ataque seguinte poderia ser realizado em qualquer país, disse o presidente do Comitê de Assuntos Exteriores da câmara alta do parlamento russo, Konstantin Kosachev.

"Esta coalizão pró-americana deve permanecer em minoria em, e em minoria absoluta. Se isso não acontecer, se o mundo engolir essas ações, da próxima vez o ataque poderá ser realizado contra qualquer país do mundo, incluindo, infelizmente, o nosso país, seja dentro ou fora das nossas fronteiras", disse Kosachev.

Pentágono, sede do Departamento de Defesa dos EUA - Sputnik Brasil
Pentágono: ataque significa mudança de política dos EUA com a Síria
Entretanto, ele sublinhou que a resposta da Rússia deve ser não militar, mas baseada no direito internacional.

"Sem dúvidas, trata-se da reunião de emergência do Conselho de Segurança da ONU. Acredito que as autoridades sírias apresentem a iniciativa, mas essa iniciativa deve ser apoiada pela Rússia da forma mais decidida", declarou Kosachev.

Na noite de sexta-feira (13) os EUA, Reino Unido e França realizaram ataques contra a Síria em resposta ao suposto ataque químico no subúrbio de Damasco de Douma, em Ghouta Oriental. Os países ocidentais culpam Damasco pelo incidente sem terem apresentado provas.

O ataque foi realizado na véspera de uma investigação da Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ) na cidade afetada.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала